PortuguêsEnglishEspañol

Artigos, aplicabilidades e notícias sobre ozonioterapia

Artigo científico: Disruptores Endócrinos: o que são e como impactam na sua saúde

Cosméticos com Ozônio, Ozonioterapia na Estética

Os Disruptores Endócrinos (DEs) foram recentemente definidos pela Endocrine Society (endocrine.org), a maior organização internacional de cientistas e médicos que praticam e trabalham no campo de endocrinologia, como “substâncias químicas exógenas (não-naturais), ou mistura de substâncias químicas, que interferem com qualquer aspecto da ação hormonal”.
Existem mais de 85.000 substâncias químicas produzidas, das quais milhares podem ser DEs. Alguns exemplos são os Ftalatos utilizados em produtos infantis e recipientes de alimentos; os Parabenos utilizados em produtos de Higiene Pessoal; e o Triclosan utilizado nos antibacterianos.
Pessoas e animais entram em contato com os Disruptores Endócrinos de várias formas, incluindo consumo de alimentos e água, através da pele, por inalação e pela transferência da mãe para o feto (através da placenta) ou da mãe para o bebê (através da lactação), se a mulher tiver algum DE no seu corpo.
Geralmente, os DEs perturbam o sistema endócrino imitando ou bloqueando um hormônio natural. No caso de imitação do hormônio, um DE pode “enganar” o receptor do hormônio, fazendo ele responder como se o DE fosse o hormônio, e isto pode inadequadamente ativar o receptor e acionar processos normalmente ativados apenas pelo hormônio natural. E no caso de bloqueadores hormonais, um DE pode ligar-se ao receptor de um hormônio, mas neste caso, o receptor é bloqueado e não pode ser ativado, mesmo na presença do hormônio natural.
O exemplo mais comum é a desregulação endócrina dos hormônios estrogênicos, que agem sobre os receptores do estrogênio do corpo (ERs). Em homens e mulheres, os ERs estão presentes em várias células no cérebro, nos ossos, nos tecidos vasculares e nos tecidos reprodutivos. Embora os estrogênios sejam melhor conhecidos pelo seu papel na reprodução feminina, eles são igualmente importantes na reprodução masculina e também estão envolvidos em funções neurobiológicas, desenvolvimento e manutenção óssea, funções cardiovasculares, e em muitas outras funções.
Os receptores do estrogênio não são os únicos que são alvos dos DEs, embora sejam os melhores estudados. Os receptores dos hormônios andrógenos (testosterona), progesterona, tireoide, e muitos outros sofrem interferência no seu funcionamento por DEs. Além disso, uma vez que DEs não são hormônios naturais, um único DE pode ter a capacidade de afetar múltiplas vias de sinalização hormonal. Assim sendo, é bastante provável que um tipo de DE possa interromper 2 (duas), 3 (três), ou mais funções endócrinas, com consequências generalizadas sobre vários processos biológicos, controlados por estas glândulas endócrinas vulneráveis a ação do DE.
Alguns destes Disruptores Endócrinos são persistentes e bioacumuláveis (isto é, estabelecem-se ao longo do tempo nos tecidos corporais). Quando os seres humanos são testados para a comprovação da presença de DEs no sangue, na gordura, na urina e em outros tecidos, os resultados demonstram consistentemente, uma variedade de DEs em todos os indivíduos, e isso ocorre a nível mundial. A gordura é particularmente um reservatório importante dos DEs, uma vez que a composição destas substâncias químicas tende a torná-las lipossolúveis. Além da exposição ao longo da vida, as pessoas herdam à exposição aos DEs a partir de seus ancestrais.
Todos os produtos da linha Ozoncare® são dermatologicamente testados e livres de substâncias disruptoras endócrinas como Parabenos.

REFERÊNCIAS:
GORE, A. C. et al. Introdução aos Disruptores Endócrinos (DEs): Um guia para Governos e Organizações de Interesse Público. Endocrine Society, 2014.

Deixe um comentário:

  1. Amo esse assunto

    Por Vanderleia - 21 de abril de 2021
  2. Ozônio e vida

    Por Vanderleia - 21 de abril de 2021