PortuguêsEnglishEspañol

Artigos, aplicabilidades e notícias sobre ozonioterapia

Insuflação Retal em animais

Ozonioterapia, Veterinária, Vias de Aplicação

A insuflação retal é umas das principais formas de administração nos animais domésticos.

Esta via permite uma maior facilidade de aplicação, uma vez que não é necessária a utilização de materiais complexos, além de não exigir grandes esforços para contenção dos animais. Esta via não promove desconforto ao paciente, porque a mistura ozônio-oxigênio é absorvida diretamente na mucosa intestinal, imediatamente após a administração

O tratamento consiste na introdução de uma sonda retal em que a mistura gasosa é insuflada com auxilio de uma seringa, em doses terapêuticas de acordo com o efeito ou condição a ser tratada. É recomendável que o paciente esteja com o intestino limpo, podendo ser recomendado algum procedimento (enema, clister) para remover a matéria fecal, que pode interferir com a dose desejada.

O ozônio utilizado por via retal não possui apenas ação local, mas também efeito sistêmico, uma vez que o gás é rapidamente dissolvido nos conteúdos do lúmen do intestino, onde há mucoproteínas e outros produtos de secreção com uma forte atividade antioxidante, de modo que o ozônio reage rapidamente e produz espécies reativas de oxigênio (ROS) e produtos de peroxidação de lipídica (LOPS) , que uma vez gerados são absorvidos e passam para a circulação sistêmica, sendo capazes de promover os efeitos terapêuticos.

Na imagem desta matéria, você vê o esquema da transferência de O3 / O2 no lúmen do cólon para a submucosa. Ambos os gases são dissolvidos na camada de mucosa luminal onde O3 imediatamente reage e se decompõe em ROS e LOPs. Estes compostos são absorvidos juntamente com água através do sistema linfático e capilares venosos na submucosa, abaixo da mucosa muscular.

Deixe um comentário: